27.4.15

Imigrar não é o mesmo que realizar um intercâmbio!

Decidi escrever um post sobre isso hoje por que tenho lido muitas perguntas na internet sobre imigração, oportunidades de emprego e prorrogação de visto de estudante para brasileiros no exterior.

Apesar de alguns paises autorizarem o trabalho legal para estudantes brasileiros e muitas agências de intercâmbio prometerem auxilio no processo da criação do currículo em inglês e até encaminhamento ao emprego é importante relembrar que, muitas das vezes esta não é a maneira mais fácil e nem mais segura de imigrar ou de trabalhar no exterior - especialmente pra quem gostaria de se aventurar em um subemprego mas não tem experiência nenhuma.

Primeiramente por que o visto de estudante é temporário e nem sempre pode ser renovado com facilidade;
Segundo por que claramente são poucos os estudantes que obtém sucesso, satisfação e estabilidade no emprego (ao estilo "sub-emprego") desempenhado;
Terceiro por que o investimento é muito grande para ser revertido numa situação em que estamos sozinhos num país que não fala a nossa língua e sujeitos a diversos tipos de injustiça sejam elas discriminação ou exploração no ambiente de trabalho, salário não pago e perda do emprego sem haver nenhum tipo de apoio ou auxilio;
Quarto por que  não é nada fácil nos acostumarmos a um contexto completamente diferente do que tinhamos no Brasil. Isso envolve diversos aspectos, como dividir quarto, não ter carro e estar longe da família e ser visto e reconhecido pelos nativos como um estrangeiro - o que às vezes pode ser positivo, e às vezes não....

O intercâmbio com permissão de trabalho no exterior com certeza não é um programa de imigração e nem uma forma prometida de ganhar dinheiro para recuperar gastos realizados.
O intercâmbio é um programa de estudos no exterior para aprender uma nova língua, se divertir e viajar. O trabalho no exterior quando é legalizado para estudantes estrangeiros é apenas um direito e opção do estudante para aprimorar seus estudos de forma alternativa. E nada mais.

Por isso, critico as agências que botam no slogan de vendas de cursos de inglês "Estudos + trabalho por apenas...."
Nem sempre há trabalho. Não é nada seguro atravessar o oceano com o dinheiro contado, com o intuito de encontrar um emprego no exterior. E em muitos casos, não é possível desempenhar as duas funções ao mesmo tempo. E pior do que isso, às vezes, o emprego não era aquilo que nós esperávamos e depois de certo tempo, o abandonamos para procurar por outro. Obviamente, nos submetemos a um futuro instável e inseguro longe da família e numa situação em que estamos numa posição vulnerável.


Alternativas propostas 

Para quem já tem um diploma de ensino superior,  buscar países que o reconheçam pode ser uma alternativa. Há muitos paises que estão em busca de profissionais de específicas áreas com qualificação.

Procurar uma proposta de emprego através da internet antes mesmo de deixar o Brasil para uma aventura arriscada e sem planejamento é uma alternativa mais segura e válida.

Existem muitos países para imigrar que podem oferecer visto de trabalho para profissionais qualificados. Organizem-se. Planejem-se. E pensem e pesquisem o que é melhor para vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...