11.5.14

Londres, a cidade dos multimilionários

A capital britânica está no topo da lista das cidades com o maior número de multimilionários do mundo por habitante. Londres acolhe 72 dos 104 multimilionários do país, segundo um estudo realizado para o jornal britânico The Sunday Times, mais que Nova Iorque e Moscovo.
Se Londres está em primeiro lugar, em segundo surge Moscovo com 48 das pessoas com mais de um milhão de milhões na conta bancária, seguida de Nova Iorque (43), São Francisco (42), Los Angeles (38) e Hong Kong (34).

O Sunday Times fez as contas e concluiu que no Reino Unido, as fortunas dos 104 multimilionários, a maioria nascidos noutros países, perfazem um total de 301,13 mil milhões de libras (368,75 mil milhões de euros, mais que os números registados no ano passado. Em 2013, eram 88 os que ultrapassam os mil milhões, com um património total estimado em 245,66 mil milhões de libras (300,8 mil milhões de euros).
Estas mega-fortunas contrastam com os crescentes pedidos de ajuda feitos a instituições sociais britânicas, que em Março tinham sido feitos por 913 mil pessoas, segundo números avançados pelo Trussell Trust, o banco alimentar mais importante no país.

Para Londres liderar a lista dos mais ricos contribuíram os irmãos indianos Sri e Gopi Hinduja, que através do grupo da família, que inclui negócios no sector do petróleo, bancário, indústria automóvel, imobiliário, conseguiu este ano uma fortuna avaliada em 11,9 mil milhões de libras (14,6 mil milhões de euros).
O russo Alisher Usmanov perdeu o seu lugar de homem mais rico no Reino Unido para a dupla Hinduja, ainda segundo o Sunday Times. Usmanov foi afectado pela crise na Ucrânia que tirou muitos milhões de libras das balanças dos oligarcas russos e ucranianos. Usmanov perdeu 2,7 mil milhões de libras (3,3 mil milhões de euros) durante o ano passado.

Outro dos nomes no top 25 dos mais ricos está Len Blavatnik, de origem ucraniana, e proprietário de negócios ligados à Internet, produtos químicos e indústria da música, e ainda o Duque de Westminster, Gerald Grosvenor, líder no ramo imobiliário, e o saudita Mohamed Bin Issa Al Jaber, conhecido pelos seus hotéis e investimentos em resorts.

Este ano é o primeiro em que o mínimo para entrar na lista dos 50 mais ricos no Reino Unido chegou aos 1,5 mil milhões de libras (1,8 mil milhões de euros). Há dez anos, "apenas" era necessário deter uma fortuna mínima de 700 milhões (857 milhões de euros).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...