28.6.13

Tenho passaporte europeu e quero fazer intercâmbio na Europa. E agora?



Me baseando nesse post do site E-Dublin resolvi escrever sobre os direitos e vantagens de ter um passaporte europeu que eu senti que faltaram nessa página e que muitas vezes nós não sabemos muito sobre.
Muitos brasileiros tem passaporte europeu, querem fazer intercâmbio ou morar na Europa, mas falta muita informação. Informações que às vezes as agências de intercâmbio preferem não revelar, ou que as pessoas não tem o costume de comentar sobre.
Aqui vão as informações básicas que todos os brasileiros com passaporte europeu precisam saber antes de viajar a Europa.

Com o passaporte europeu vale a pena:
  • Comprar o seu curso (seja de língua, faculdade ou técnico) quando chegar na Europa, pois assim você pode conhecer a escola, a cidade e aí se abre um leque de opções;
  • Reservar a primeira acomodação pela internet ou quando chegar na Europa mesmo, pois as agências sempre cobram taxas ao fazerem serviços como esses;
  • Tentar validar o seu diploma (se tiver) no Brasil antes de ir a Europa caso queira trabalhar na sua área;
Com o passaporte europeu você possui algumas vantagens:
  • Não precisa de visto;
  • Tem mais chances de conseguir um emprego (na Europa dá-se preferência a europeus por causa das leis governamentais);
  • Tem direito a estudar em universidades pagando o mesmo preço que os europeus pagam (os estrangeiros pagam +- 3x mais o valor da anuidade);
  • Após algum tempo residindo no país você pode solicitar ajuda do governo caso perca seu emprego ou não queira trabalhar e ser sustentado pelo governo;
  • Pode visitar museus em toda a Europa e não pagar nada (ou pagar menos);

Depoimentos de brasileiros com passaporte europeu:




Nicolas Catani, 17, é natural do Rio de Janeiro, Brasileiro com pai Italiano. “Não vim pra Dublin pra  trabalhar. Queria
estudar Inglês por 6 meses e voltar pro Brasil pra terminar minha faculdade de Engenharia de Produção. Ter um passaporte Europeu foi ótimo, pois não precisei trazer 3 mil euros pra cá, nem tirar visto. Mesmo assim, sinto que a imigração tem um ar de “desconfiança” em relação aos Brasileiros com passaporte, pois sempre me questionam por que nasci no Rio de Janeiro e tenho passaporte Italiano. Toda vez preciso repetir roda a história quando chego no Aeroporto”.






Pedro Rebelo, 21, é de São Paulo, com cidadania Portuguesa. “Mais facilidade na hora de procurar emprego e também ter entrada gratuita em grande parte dos museus, parques e exposições na Europa são duas coisas que cito como vantagens de ter o passaporte. Acho que existe diferença de tratamento com relação a emprego. A maioria das empresas prefere contratar europeus ao invés de estrangeiros, por causa das próprias leis européias mesmo. Em relação ao curso de Inglês, só depois que cheguei me dei conta de que eu poderia ter deixado pra escolher meu curso aqui, com mais calma. Fechei pelo Brasil o pacote de 6 meses. Faltou informação”.




Espero que o post tenha sido útil.
Beijos

Um comentário:

  1. Gostei bastante do seu post, tenho passaporte italiano, mas com a crise na europa fico com receio de ir e passar muito aperto para conseguir um emprego que dê para eu me virar por lá.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...