24.10.12

Trabalhou e não foi pago? O governo irlandes não está nem ai!

Hoje vou falar de um assunto que as pessoas deixam passar despercebido. Acreditem em mim, pois vivo aqui a mais de 6 meses. Trabalhei 2 tardes limpando uma casa, a mulher não me pagou, fiz queixa por telefone duas vezes, tinha provas por emails e celular, ninguém fez nada (eu já contei isso pra vocês nesse post). É justo? Aposto que se eu fosse irlandesa todo mundo ia ficar indignado!
Por isso as vezes é triste ser tratado como apenas mais um "estrangeiro" na Irlanda, e não uma pessoa que tem direitos (como pessoa) e que merece respeito igual a qualquer irlandes ou europeu trabalhador.
Também conheci 3 meninas que passaram por situações semelhantes a minha, mas uma delas, foi maltratada no emprego (com xingamentos), e a outra trabalhou por 5 dias (mas sem contrato) em um café, disseram que não precisavam mais dela, e ela não recebeu seu salário.
Então, como eu falei nos posts passados (veja aqui), tomem cuidado sempre!
O governo irlandes, não satisfeito em roubar o nosso dinheiro cobrando de 150 a 300 euros uma porcaria de visto que só serve pra estudar e trabalhar em sub-emprego, nos obrigando a pagar um curso de ingles pra ficar aqui (ou aqueles cursos meio toscos tipo business), cheios de estrangeiros que só precisam de um visto pra ficar aqui e trabalhar para pagar suas contas, faz o ensino superior ser restrito somente aos estrangeiros ricos, então, se você realmente quer estudar, o governo não se importa, o que eles querem é o seu dinheiro.
E eu, como uma pessoa critica e que se importa com a realidade, com o que realmente está acontecendo na Irlanda (que é o pais aonde eu, cidadã, vivo) quis deixar essa queixa no Martina nas Viagens, por que acho que todos nós temos esse direito. Mas a principal razão para eu publicar essas informações é fazer as pessoas que estão no Brasil saberem como é a vida dos brasileiros aqui, e não deixar ninguém vir pra cá iludido, pensando que o primeiro mundo sabe o que é respeitar todos os trabalhadores. Outra, é saber como devemos tratar um irlandes quando ele chega no nosso pais: do mesmo jeito que eles tratam a gente.
Para vocês terem uma ideia da gravidade do problema, eu fiz uma pergunta no grupo dos brasileiros em Dublin no facebook: "Alguem que trabalhou na Irlanda e não foi pago quer ser entrevistado?" e recebi muitas respostas, de pelo menos 11 brasileiros que trabalharam (em restaurantes, com limpeza, ou como au pair), não foram pagos e tiveram coragem de mostrar a cara e contar um pouco de suas historias.


Aqui vocês podem ver algumas das respostas:



Entrevistei um rapaz, o Bruno Vasconcelos, o rapaz da foto que exibe um grande sorriso e que tem 27 anos,  e comentou naquele grupo. Ele trabalhou em uma empresa que prestava serviços para a TV da SKY, em Dublin.

Quanto tempo você trabalhou nessa empresa?

Trabalhei por cerca de 5 dias em um periodo de duas semanas.

Você tentou fazer alguma denuncia ou pedir ajuda a alguem?

Não busquei ajuda e não tentei denuncia-lo.

Como voce se sente nessa situação que muitos brasileiros passam ou passaram aqui na Europa, mesmo tendo uma permissão de trabalho legal?

Sinceramente a situação é realmente complicada. Eu consegui absorver essa adversidade de uma forma relativamente fácil. Possui o apoio de minha namorada e o apoio formal dos meus familiares, que realmente foi o diferencial. Mas busquei a todo momento estar focado nos meus princípios e filosofia de vida.

Como isso aconteceu?

Realizei duas entrevistas. Comecei a trabalhar no terceiro dia. O trabalho era realizado nos planejamentos do meu ex patrão. Ele decidia as localidades que iriamos, os horários - normalmente no período da tarde, e quando iriamos. Dessa forma, quando ele me ligava eu comparecia ao trabalho.

Aonde você achou esse emprego?

Consegui esse emprego através do envio de e-mails com meu curriculo pela internet, nos sites de classificados mais conhecidos da Irlanda.

O que o seu chefe falou pra você?

Ele simplesmente parou de ligar me após eu questiona-lo quando eu deveria levar os documentos para que ele me registrasse realmente na empresa, como funcionario.

O seu chefe era irlandês ou de outra nacionalidade?

Ele era irlandes.

Você conhece outros brasileiros que passaram pela mesma situação?

Conheço sim, inclusive ele trabalhou comigo.


Obrigada pela entrevista Bruno, volte sempre no blog.


E vocês, o que acham disso tudo? O que nós poderiamos fazer para tentar mudar essa situação? 

O post acaba aqui, e eu vejo vocês no próximo.
 Beijos

25 comentários:

  1. Mas que palhaçada. E eu achando que só o governo brasileiro fechava os olhos para os problemas.
    Que tal se unir e exigir receber adiantado? E as denuncias são sempre importantes, nunca devemos ficar calados. Bjus!!!
    galerafashion.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Qe sacanagem hein? Uma grande droga eles ignorarem os trabalhadores e evitarem o pagamento! Não sabia que tinha issocom muita frequência na Irlanda também! Cadê os direitos humanos, né? Denúncias como a que alguns estão fazendo é muito importante para diminuir isso cada vez mais né?
    ***
    0brigada! É uma graça mesmo! Vocêiria achar interesante, quem sabe um dia ?C:
    Um beeijo, fofa!
    Amo vir no seu blog (:
    Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. isso é um absurdo, ridiculo!
    e a gente no brasi pagando pau pros gringos né!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que horror, a maioria pensa que primeiro mundo não tem nada disso, como você mesmo falou.♥

    PiinkCookie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. nossa, que terrivel isso! ainda bem que eu nunca trabalhei aí na irlanda e provavelmente nunca vou hahahaha
    curti a entrevista. coitado dele :\
    bj

    :*

    ResponderExcluir
  6. Que absurdo! É vergonhoso que as autoridades não façam nada a respeito!
    Que falta de respeito com o ser humano!
    E aqui no Brasil, um monte de gringo ganha melhor que brasileiro, só por ser gringo!

    ResponderExcluir
  7. meu deus, que injusto D:
    falta de vergonha na cara dessas pessoas mesmo. e eu pensando que a irlanda era primeiro mundo aqui...

    ResponderExcluir
  8. Que absurdo! Como pode acontecer uma coisa dessas? O que eles tem que fazer mesmo é processar, pra ver se essa gente, abre o olho, para ver se essa gente acorda!
    Absurdo isso, o governo deveria acordar também e tomar providências! Porque, né, o mundo não gira só em torno deles!
    Beeijo, Batom De Framboesa.

    ResponderExcluir
  9. Adoro o jeito como você trás essas coisas tão encobertas ao blog. Tem que denunciar mesmo, mostrar como é a realidade e livrar muita gente dessa ilusão. Isso é um absurdo, a gente aqui no Brasil reclama muito do nosso governo, mas creio que a roubalheira que tem aqui é entre o povo daqui... Nunca ouvi falar dessas faltas de respeito com os estrangeiros no Brasil.
    Beijos!
    Let It Shine

    ResponderExcluir
  10. Oi Martina!
    Não temos direitos aqui. Até hoje não trabalhei, mas ficaria muito pu**
    se acontecesse.
    Adorei o layout novo!

    BJS
    estounanoia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Nossa, que coisa complicada né?
    As vezes penso que a vida aqui no Brasil é tensa, mas viver fora é muito mais. Muitos de nós, quando pensamos em ir embora, pensamos no glamour, maaaas... a realidade é bem outra!
    Fico na torcida para que dê tudo certo pra vocês!!
    Bjooos

    http://www.annemartins.com.br/

    ResponderExcluir
  12. nossa, isso é horrivel :(
    coitada de ti e do menino da entrevista! e ninguem vai fazer nada né? disaforo!

    ResponderExcluir
  13. país de merda cheio de gente de merda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://gentlemint.com/media/images/2012/06/12/7b2af40b.thumb.505x650_q85.jpg

      Excluir
  14. Acho um absurdo isso acontecer lá e em qualquer lugar do mundo! No entanto, não acho que devemos tratá-los mal porque algumas pessoas no país deles nos trataram mal. Olho por olho já foi extinto há muito tempo. Imagine se os turistas que vem para o Rio de Janeiro, muitos que são assaltados e mortos, pensassem igual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a diferença é que brasileiros também são assaltados e mortos. agora se um irlandes trabalhar na irlanda e não for pago, meu deus, iria aparecer até no jornal! e isso seria uma coisa muito rara de acontecer.

      Excluir
  15. Ola Martina, vi seu post nos Classificados e resolvi vir aki ler o post. Bom, o governo irlandes ajuda sim. O problema eh q nesses casos nao havia contrato, etc. O governo nao pode obrigar ninguem a pagar se nao tiver contrato. O importante eh se ligar, foi pra entrevista jah pergunta logo sobre contrato e condicoes de pagamento. Antes de comecar a trabalhar ou no maximo no primeiro dia vc deve receber o contrato e assim se acontecer algo do tipo o governo vai sim te ajudar... eu moro aki a 5 anos, sempre trabalhei, ano passado fiquei desempregada e recebi o seguro desemprego, que toda pessoa que trabalha legalmente, registrada, usando o PPS, tem direito. Isso me salvou... depois consegui um emprego so por 3 dias e o governo me ajudou, pagando pelos 2 dias nao trabalhados, enquanto eu nao conseguia um emprego full time... mas o problema eh que muitas pessoas aceitam e se sujeitam a trabalhar sem serem registradas e isso o governo nao vai poder ajudar em nada, afinal vc nao esta pagando seus impostos neh??? Por exemplo, o trabalho de cleaner vc pode se registrar como autonoma e pagar seus impostos, assim vc podera cobrar do governo depois... boa sorte. O blog eh muito legal, gostei ;)

    ResponderExcluir
  16. Bom dia a todos (pelo menos aqui em Portugal são 9:50)!

    Vivi há 5 anos atrás na Irlanda durante 5 meses. Também fui para esse país a pensar que tudo era certinho por esses lados mas passados alguns dias deparei-me com a realidade das coisas. Fui a entrevistas de emprego depois das quais nunca fui contactado para ao menos ouvir um "Não queremos o seu trabalho".

    Arranjei um emprego nos supermercados LIDL e mesmo havendo uma cláusula no contrato assinado a dizer que poderia ser mandado trabalhar para outras lojas nunca fui avisado previamente sobre os dias nos quais iria isso acontecer ficando a saber disso geralmente poucos dias antes atrás no papel onde se encontrava o meu horário. Uma vez houve em que me foi dito que seria transferido para outra loja na semana seguinte e durante uma semana ninguém me deu mais novidades sobre essa mesma transferência nem me colocaram no horário de trabalho da loja para a qual tinha sido contratado. Ao fim de expôr o caso lá me puseram no horário da loja onde fui contratado e o mais incrível foi que afinal de contas não fui transferido para loja nenhuma (houve colegas que durante essa semana não trabalharam por causa dessa falha ao qual são alheios, um deles brasileiro, e no final de contas também não foram transferidos). Ao fim de 2 meses mandaram-me embora e para receber o que me era devido (não me estavam a pagar o trabalho feito no último mês por incompetência de um superior hierárquico que não enviou o respectivo relatório de horas trabalhadas. Ao fim de ter exposto o caso à hierarquia da loja e depois de um telefonema lá me foi corrigida a situação (eram mais de 700€ em falta) mas a confiança na seriedade desta gente ficou fortemente abalada.

    Não se deve entender com isto que eu não goste da Irlanda ou dos irlandeses (não se pode generalizar e algumas pessoas por lá são bastante amigáveis) mas a conclusão a que eu cheguei acerca do país é o de que se trata de um país que passou de ser o mais pobre da CEE (hoje União Europeia) em 1980 para um dos países onde a população aufere maiores rendimentos em 2003 sem que no entanto a sua população tenha evoluído tanto na sua mentalidade de forma a acompanhar esse crescimento económico (na sua maioria proveniente de empréstimos e da instalação de grandes empresas estrangeiras que a partir de certa altura buscaram mão-de-obra mais barata e abandonaram a Irlanda) e os resultados estão agora à vista desde 2008.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa noite pra voce!
      nossa, nem os portugueses que são europeus eles respeitam!

      ainda bem que existem irlandeses legais, e não apenas esses mercenarios.
      infelizmente a irlanda está passando por uma grande crise economica, assim como portugal e outros paises da europa e do mundo também.

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Se você trabalhou e não recebeu, existe um orgão, que atende todos os tipos de problemas de trabalhistas, quer seja o seu emprego registrado ou não, eles entram em contato com o empregador e se não existir acordo, você pode levar o empregador seja pessoa física ou empresa à court. Normalmente eles fazem o acordo assim que você abre a reclamação, pois a multa é altíssima para o empregador.
    Mas é claro, é muito mais fácil falar o que não sabe, mesmo sendo completamente ignorante sobre o assunto, despejar um monte de baboseiras sem ter levantado a bunda pra procurar os seus direitos.
    Pessoas como você que só sabem reclamar e se sentir injustiçadas tem mais é que se ferrar em qualquer lugar do mundo, seja em Dublin ou no Brasil.
    Os erros de protuguês no seu blog são gravíssimos, o que já tira toda a credibilidade desse monte de porcarias que você fala. Pare de ser estúpida e ignorante e se informe sobre o que você quer falar, aprenda primeiro e busque informações para você mesma e depois pense em compartilhar com outras pessoas.

    ResponderExcluir
  19. Trabalhei 01 semana no Spar da Dame street e no final da semana me avisaram que eu não preenchia os requisitos. Coisa que eu já sabia que eu não iria ficar, mas eles demoraram 01 semana para terem certeza que eu não me encaixava?

    Enfim, não quiseram me pagar pois disseram que era um estágio. Fui no Citizen Information e segui todas as recomendações deles. A dona do Spar depois de tentar me vencer pelo cansaço viu que não ia ter jeito e me pagou. Direitos nós temos afinal temos visto que permite trabalhar, mas você tem que ir atrás. Ameace colocar na corte, diga que vai processar eles, as coisas sempre se resolvem de um jeito ou de outro.

    ResponderExcluir
  20. Volta para o Brasil!!!

    ResponderExcluir
  21. Isso é muito relativo... Eu sou da EU mas tive problemas muito serios tentando conseguir um visto no Brasil, sendo que estava com dinheiro e tenho Mestrado terminado e passei um ano na USP. Mesmo assim o governo estava nem ai...
    E tambem me aconteceu que nao fui paga. Isso dando aulas de ingles particulares num bairro de alto padrao (Moema, SP), mesmo assim ate hoje nao fui paga...
    Ou seja, isso tudo é muito relativo, depende da sua sorte e MUITO.
    Na verdade, a Irlanda da uma grande oportunidade para muitos estrangeiros (nao somente os brasileiros) de poder estudar e trabalhar, mas nada nesse mundo é de graca e tambem acho que o governo nao é capaz de controlar tudo.
    Boa sorte para todos!=)

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...